quinta-feira, 6 de outubro de 2016

USAR OU NÃO USAR, EIS A QUESTÃO

Banheiro Extra Taboão

                   


Usar ou não usar, eis a questão. 
Será mais nobre em nossas necessidades sofrer de um problema na bexiga com que a falta de higiene alheia.
Ou insurgir-nos contra um mar de provações,
E em luta pôr-lhes fim? 

Usou. Segurou a vontade.
Dizer que usar este banheiro rematou com coragem a necessidade de urinar...
E os milhares de banheiros imundos que hoje se torna natural do homem. Usar banheiro nojento... é uma consumação!
Que bem merece os humanos porcos e desejamos com fervor não presenciar mais esse tipo de ambiente... 

Talvez sonhar: eis onde surge o obstáculo:
Essa situação é o que nos faz hesitar...
Com a ponta do pé sem respirar quem teria a coragem,
Gemendo e suando sob o malabarismo de nada a tocar naquele recinto e assim se aliviar,
Essa região desconhecida cujas raias,
Jamais viajante algum atravessou de volta
Não nos pusesse a voar para outros, mais limpos?
O pensamento assim nos acovarda, e assim...
É que se cobre a tez normal da decisão
Com o tom pálido e enfermo do odor;
E desde que nos prendam tais cogitações,
Empresas de alto nível e que bem alto planam,
Desviam-se de situações como esta e cessam até mesmo
De se chamar ação.

Minha experiência ao entrar no Banheiro do Extra Taboão.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário