segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Dor Oculta



Ouço os pingos da chuva sobre o riacho
Parece-me tão familiar 
Como as lágrimas que espargir por ti
Lágrimas estas que soçobrou meu coração

Agora escutando essa uma melodia tão suave 
Solto um brado de pura humilhação...


Sem saber que sou forte
Sem saber de nada
Agora inerte no banco 
Só consigo pensar naquelas palavras que tanto me sucumbiu

Sem Conseguir sorrir, sem conseguir chorar...
Pura desgraça...

Estou ciente que terei que carregar esta agonia
Esta dor...
Até ter em mente que nada disso vale a pena...

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário