terça-feira, 10 de janeiro de 2017

PESSOAS NOJENTAS - BARATAS!


Quando certa manhã Gregor Samsa acordou de sonhos intranquilos, encontrou-se em sua cama metamorfoseado num inseto monstruoso" (A Metamorfose).


Baratas...
Realmente eu não gosto de baratas.
Baratas causa arrepios em todo meu corpo. Pensem o que quiser! Não ligo. Tenho medo, pavor e trauma deste inseto.

Quando durmo, imagino um desses insetos, andando pela minha cabeça e mordendo meus lábios. Horrível.
Esses bichos conseguem ficar um bom tempo sem água e comida, além de poderem viver sem a cabeça por um tempo. Isto não é de Deus! Aliás, quem é de Deus?
Tirando este fulano e estranho ser vivo (Barata), outro que aparece na minha lista de odiosos, são os seres HUMANOS, humanos de todas as categorias... “Furem fur cognoscit, et lupum lúpus”, Homem come homem.
Resumindo – Pessoas são nojentas.
Nojentas com sua altivez.
Um homem tenta sempre se colocar como superior a outro homem. Diante disto, reflito, o ser humano tem que ser inferior a uma barata.
Quando pisamos na barata ela expele uma massa branca, ao explodir a cabeça de um indivíduo qualquer, cérebro estourado voa pelo chão, encontrando o seu último ato dramatizado. Independente, temos a nossa massa branca, a famosa “porra”, em quase todas as noites a “porra” branca é expelida em outra pessoa que se abre como se fosse uma flor desabrochando. Poético? Merda nenhuma. Pura natureza carnal.
Somos vazio de futuro, já que repetimos os mesmos passos em volta daquilo que acreditamos ser uma vida. A barata simplesmente é tonta.
Não somos capazes de nada, já que somos pessoas nojentas, vivenciamos o buraco escuro da nossa capacidade. A barata é uma barata. O homem é um ser bestial e animalesco.
O ser humano se torna pobre e pequeno diante da matéria e espírito. A barata é uma barata.
Barata não dorme se esconde. Pessoas nojentas, dificultam o simples passo de acordar e sonhar.
Resumindo...
 PESSOAS NOJENTAS.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário