quarta-feira, 29 de março de 2017

A Bela e a Fera


Um filme que particularmente amo, e posso dizer que esta adaptação está aprovada.

Foram bem fieis ao filme original com pequenas mudanças que não alteram o contexto e digo que estas alterações foram de bom gosto e bem pensadas.

Primeiro a Bela uma jovem delicada que quer expandir sua vida, ânsia mais que viver em uma pequena aldeia, não tão vulnerável esta personagem mostra ter muita coragem, é decidida, e ainda assim mostre muita gentileza.

A Fera claro que como no filme original resolveram manter o fato de que ele como monstro é bem melhor de que como humano, mas manteve todas as características e incluíram algo que acredito fazer mais sentido. Desta vez nosso príncipe não é um analfabeto, ele sabe e mostra interesse pela leitura.

Os moveis da casa e Gaston ficaram idênticos com suas personalidades e humor, tendo um acréscimo do piano que deu vida ao filme.

Um ponto curioso que me fez rever o filme original depois de muito tempo foi o personagem Lefou que sempre foi muito palhaço, deram outra vida neste filme. Não havia reparado antes, mas ele sempre demonstrou bem discretamente traço homossexual.

Gostei no geral, nos detalhes e não tem como não se apaixonas com as musicas, lembrando que desta vez deram um significado maior a rosa, não apenas para Fera, mas também para Bela que tinha essa paixão por conta de sua mãe, que antes não era mencionada.


Essa história, continua me admirando e me apaixonei, no final de tudo preferi em pontos específicos o filme atual.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário