sexta-feira, 21 de abril de 2017

Dificuldade de aprendizagem da linguagem




Para ter um transtorno da linguagem a capacidade não verbal tem que ser normal, pois a pessoa com esse problema tem a capacidade de pensamento mantida, pois ela sabe o que quer, só não consegue transmitir.

O vocabulário é restrito, usados pelas pessoas que tem esse transtorno para errar menos.
Com isso surgem as privações sociais, pelo sujeito não conseguir se expressar casualmente.

Cerca de 50% das crianças antes dos quatro anos superam esse problema e costumam ter componente familiar.

Teste que avaliam a linguagem é menor que a intelectual.

Pessoa que não consegue expressar o que aprender tem rendimento na vida acadêmica.
A grande diferente das dificuldades de transtornos da linguagem (problemas mais graves, como sociais e psicológicas e podem ser tratados por psicólogos) do que da fala (Problemas mais fáceis de ser resolver).

A linguagem está ligada ao que você ouviu, receber e organizar.       

Existem dois transtornos, Dislalia (Dificuldade na articulação, a fala) e Disfasias (Expressivos).

De um a vinte e um por cento para os transtornos da articulação 10% das crianças de 3 a 7 anotem esses transtorno, sendo 5% da articulação.

É um transtorno quando conforme o crescimento da criança essa dificuldade de articulação vai se agravando.

Três meninos para cada menina na proporção da dificuldade.

Podem aparecer também nas disartrias (normalmente presente em quem tem paralisia cerebral).

Nas Disglosias (Alterações na língua, no aparelho fônico, ou seja, alterações mecânicas dos órgãos fonais).

Costumam ter trocas, omissões e substituições.

A gagueira é uma disfluencia não um transtorno até os três anos a partir dos quatro pode-se chamar de gagueira.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário