terça-feira, 18 de abril de 2017

REALIDADE ALTERNATIVA




"Apenas quando somos instruídos pela realidade é que podemos mudá-la."
(Bertolt Brecht)
                     
Hoje quando acordei constatei algo terrível. Parece que na noite anterior eu transgredi para uma essência cósmica. Olhando no espelho descobri que não sou ninguém! Por mais que fosse pujante, não conseguia extrair está sensação de obsedado. Mas o que vinha depois era pior... A indagação consistia em: – Será que algum dia vou ser alguém? Não obtive resposta alguma.
Regurgitei o excesso de morbidez para a sociedade. Minha mãe sempre falava que no momento de dor e sofrimento, deveríamos buscar um ser superior, Deus! A fé era a minha salvação. Novamente me perguntei, se tiver fé em Deus, vou melhorar? Não sei como eu chamava aquele dia, diante de tantas negativas obscuras, avaliei que muitas pessoas têm fé em Deus e por ironia, pobre estão! Não sou religioso, padre ou uma oblata, entendo que o cristianismo do homem trabalha com um poder cego, inabalável e fechado a qualquer influência. Cansei da bondade angelical, recompensas do céu é para quem crê.
Nasci para conviver em uma sociedade que não sabe o que é comunhão. Bestialmente cansei de projetar meus pensamentos na escuridão. Não sei quanto tempo terei, para encontrar a razão. É difícil ter esperança nesta aldeia de poucos. Onde muitos nascem para sofrer e poucos para viver. Por que tantos questionamentos? Por que tantos sofrimentos? “Deus porque seus filhos sofrem”? Agonizo tanto, dizem que sou depressivo, alegam que sou estranho. Sinceramente, esse é o castigo pelos meus pecados? Tirei a vida de inocentes...  Não tinha noção do que fazia. Meu erro agora é pago com a solidão.
Falam que todos têm uma missão, não sei bem qual é a minha! Vivo em um mundo que não tem salvação...
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário