sexta-feira, 5 de maio de 2017

DOS SONHOS PARA O FUTURO


Desde crianças somos estimulados a pensar sobre o futuro, de acordo com as expectativas do núcleo familiar. Que se baseia em algo com um bom retorno financeiro.

Conseqüentemente o jovem entra com conflito com seus sonhos, e as expectativas dos pais, dificultando na escolha profissional.

O trabalho se tornou algo como obrigatório, desagradável focando apenas no salário para pagar contas e sem vida.

O jovem tem que ter consciência de que sua escolha tem que basear-se em um significado subjetivo, algo que lhe proporcione prazer profissional. Algo que sempre lhe trará motivação para alcançar uma realização pessoal e profissional.

Zanatta (2010), defini a motivação como uma força, uma energia que nos impulsiona na direção de alguma coisa. Ela é absolutamente intrínseca, ou seja, vem de dentro de nós, nasce das necessidades interiores. Cada pessoa tem motivo para uma determinada situação, em virtude disso, age ou não. Podemos sofrer influencias externas, que são os estímulos e incentivos que provocam nossa motivação. As motivações vêm de dentro e os estímulos de fora.

Herzberg (1959) desenvolveu um estudo para tentar entender os fatores que causariam insatisfação e aqueles que seriam os responsáveis pela satisfação no ambiente de trabalho.

Fatores que levam à insatisfação
Fatores que levam à satisfação
Política da Empresa
Crescimento
Condições do ambiente de Trabalho
Desenvolvimento
Relacionamento com outros funcionários
Responsabilidade
               Segurança
Reconhecimento
                  Salário
Realização


O jovem precisa desenvolver sua autonomia para tomada de decisões e trabalhar seu autoconhecimento para assim ter certeza das sua identificação para uma área profissional.

           Os sonhos são de natureza humana superar seus limites e expandir sua mente.

O jovem dotado pelos sonhos adentrando em um universo próprio, pode idealizar um futuro desejado, que o meio não o deixa libertar.

Trabalhar pelo prazer e identificação e não superar expectativas de ninguém.

Saber lidar com as advertências o jovem como criador de suas escolhas, tornando-se o ator principal de sua vida precisa antes de tudo de um autoconhecimento e autonomia para prosseguir sem medo de ser feliz. 
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário