quarta-feira, 21 de junho de 2017

Eu vou



O som é um alimento
a batida ressoa vida,
como o vento...
o tempo e sua partida!


isso acontece diariamente
eu me achando e perdendo,
cavando o amor
buscando, e amando.

A raiz é profunda...
os galhos fortes matam meu coração
assim não vai dar,
Não consigo a evolução.

eu ouço o choro
da terra molhada,
as lágrimas caíram dos meus olhos...
afogando minha alma deitada.

O som acabou,
minha pele ressecou
e eu vou...

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Não vás por favor!
    Por mais que o tempo diga ser impossível ficar.
    Mas se fores que então não morras,
    Deixe o vento de vez em quando soprar,
    Que estás em algum lugar.
    Amei! Bjs

    ResponderExcluir