terça-feira, 27 de junho de 2017

Pirandello - Seis Personagens em busca de um autor


Trabalha com uma peça, Seis personagens em busca de um autor, de uma forma muito existencialista, onde todos os personagens têm sua visão de mundo, suas experiências e de forma subjetiva cada um toma pra si a situação em comum.

O que justamente vincula todos, mesmo que excluídos em uma trama mórbida que mexe nas sensações de quem vê.

Sua iniciação já modifica mostrando um ensaio como realmente é uma criação de espetáculo e toda preparação, onde a platéia pode ter uma noção de toda trajetória e formação da mesma, mesmo que seja um ensaio ensaiado.

Artaud no momento que participou desta obra, não tinha ainda sua filosofia com o teatro da crueldade, mas acredito que seus instintos já estavam voltando para algo mais diferenciado no teatro.

Acredito que Artaud interpretou exatamente pela formação que cada personagem teve a questão de uma atuação realista, do ser e não ser. A emoção reprisada de algo acontecido ou inventado.


Pirandello conseguiu trazer vida, realidade em palco e personalidade para os personagens que não é possível não rever conceitos próprios durante a leitura. Poder brincar com o real e incerto.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário