domingo, 2 de julho de 2017

PSICOSSOMÁTICA


A saúde é  o equilíbrio biopsicossocial do indivíduo. A doença é um desarranjo no equilíbrio;

PSICOSSOMÁTICA: ciência interdisciplinar que integra diversas especialidades da Medicina e de áreas afins para estudar os efeitos de fatores sociais e psicológicos sobre processos orgânicos do corpo e sobre o bem-estar das pessoas.  A história de vida -  não só a da doença passa a ter importância.

Psicossomática compreende toda perturbação somática resultante de um determinismo psicológico que intervém de modo constante na gênese da doença.  A organização subjetiva propicia a geração de um quadro orgânico, o misterioso salto da mente para o corpo.

DSM-IV - Os transtornos psicossomáticos são classificados como transtornos somatoformes.

“A característica comum dos Transtornos Somatoformes  é a presença de sintomas físicos que sugerem uma condição médica geral, não sendo, porém, completamente explicados por essa condição nem pelos efeitos de qualquer substância ou nem, ainda, por um outro transtorno mental”.

Mudanças de humor são experiências emocionais são respostas afetivas a estímulos internos e externos e acontecem através de processos mentais.
A geração de qualquer emoção pode e tende a originar transtornos funcionais que, quando repetidos e persistentes, acabam por provocar lesão orgânica a suas consequências.      

A PSICOSSOMÁTICA PROPORCIONA:
  Tratar de uma pessoa e não mais de um doente
  Escutar uma história e não mais focar no histórico da doença
  Atender uma família, um grupo e não mais um órgão
  O reducionismo (biologismo, psicologismo, sociologismo) dá lugar a um conhecimento ampliado e abrangente, permitindo encontros e promovendo conversas, afinal há necessidade de entender e agir sobre uma PESSOA e não mais sobre uma LESÃO. 

Nada acontece ao acaso. Não existe descontinuidade na vida mental
Sempre há respostas, diante de um fenômeno, para as duas perguntas: “Que os provocou?” “Por que aconteceu assim?”


Ex: Esquecer, perder – não é casual, essas “causalidades” foram provocadas por um desejo ou intenção.

Todo o processo de desenvolvimento e as falhas e rupturas que porventura venham a ocorrer, deverão ser compreendidos e integrados dentro de um conjunto maior de relações, que, são determinadas pela natureza humana, e que se aplicam de igual maneira a todos os seres humanos. (Winnicott, 1993)
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário